Seja bem-vindo ao portal: Amplitude News

NOTÍCIAS

"Venda fraudulenta de certificados para professores enxovalha qualidade no ensino" diz professora.

Denuncia foi feita em Juara.

Data: Terça-feira, 19/05/2020 21:11
Fonte: Grupo Amplitude de Comunicação/Juara-Paulo Becker

“Me senti completamente prejudicada com este derrame de certificados fraudados pela Universidade Brasil”. Foi assim que a professora Adeliane Tomaz da Silva iniciou a entrevista para o Grupo Amplitude de Comunicação, na manhã desta terça-feira, 20 de maio.

Um crime de falsidade ideológica formulado no Poder Judiciário, de Juara, peticionado pela professora Adeliane Tomaz da Silva, de ação fraudulenta praticada pela Universidade Brasil com sede em Cuiabá. A referida universidade estaria vendendo indiscriminadamente, certificados de conclusão de curso, para alguns professores, que somariam pontos favoráveis no momento da atribuição de aulas, para o ano letivo de 2020. A própria denunciante teria recebido a proposta da Universidade Brasil, ao preço de R$ 1,00 (um real) a hora/hora e que ela teria até 500 horas/aula de curso.

A cada ano, todos os professores devem fazer a contagem de pontos e os cursos de especialização somam para os candidatos que querem uma vaga no mercado de trabalho. ”É exatamente aí que entra a Universidade Brasil com seu ‘balcão de vendas de diplomas’ e isto foi comunicado a SEDUC em novembro de 2019, porém nenhuma resposta foi dada. Isto é concorrência desleal e injusta com aqueles que realmente se debruçam nos estudos e tem sempre a busca da qualidade no ensino” lamenta Adeliane Tomaz da Silva.

Na entrevista, Adeliane garante que levou o caso ao conhecimento da Assessoria Pedagógica e discorda do posicionamento do assessor, quando ele afirma que não sabia das irregularidades. 

Em dezembro de 2019, a professora Adeliane registrou denúncia no Ministério Público de Juara e um inquérito policial foi instaurado, onde a mesma prestou depoimento ao Delegado de Polícia.

Quando o processo chegou no Poder Judiciário, o Juiz Juliano Hermont Hermes da Silva determinou que a Assessoria Pedagógica de Juara realize nova atribuição de aulas nas escolas de Juara, não podendo participar os candidatos com diplomas fraudulentos, comprados da Universidade Brasil, de Cuiabá. 

Veja o vídeo da entrevista: